Inteligência emocional no trabalho: qual a importância para o setor imobiliário?

Inteligência emocional no trabalho

O mundo se tornou ainda mais conectado e, com tantas mudanças, as relações de trabalho também sofreram grande transformação. Questões que antes tinham pouca importância, agora ganharam espaço no debate e reforçaram a necessidade de um ambiente profissional mais saudável. Por isso, inúmeros debates quanto ao desenvolvimento de inteligência emocional no trabalho surgiram.

Essa habilidade tem se tornado um dos requisitos para a contratação em inúmeras empresas, indicando a importância de contar com indivíduos que sabem lidar com as relações interpessoais no trabalho. Se você quer saber como isso impacta o desempenho de negócios no setor imobiliário, continue a leitura e confira!

O que é inteligência emocional?

Conforme a definição da psicologia, inteligência emocional se refere à capacidade que um indivíduo tem para identificar e administrar seus sentimentos e emoções pessoais em relação aos demais.

Esse tipo de inteligência é o que permite que pessoas com problemas ainda consigam alcançar suas metas no trabalho e não deixem os aspectos de sua vida particular afetarem o âmbito profissional.

Na prática, tal habilidade permite que você consiga lidar melhor com as próprias emoções e também com os aspectos emocionais dos outros. Assim, as relações de trabalho se tornam mais harmoniosas e o clima organizacional é melhorado.

Quais são os pilares da inteligência emocional?

Um jornalista científico especializado no desenvolvimento de inteligência emocional, Daniel Goleman, elencou os 4 principais elementos que permitem desenvolver essa habilidade. Veja a seguir quais são eles!

Autoconsciência

O autoconhecimento é o primeiro passo para a jornada rumo a sua inteligência emocional. Compreender as próprias emoções e aceitá-las é a chave para desenvolver mais autocontrole e foco. Uma boa forma para treinar durante essa etapa é escrever sobre suas emoções e analisar quais os principais fatores que afetam seu emocional ao longo do dia.

Autogerenciamento

Grande parte dos sentimentos ruins que temos são provenientes de nossos próprios pensamentos, fazendo do autogerenciamento uma parcela importante desse processo de aprendizado.

Por isso, quando passar por alguma ocasião de estresse, ansiedade ou raiva, uma boa estratégia é não revisar mentalmente a situação ou motivo desse sentimento ruim. Nutrir pensamentos otimistas é uma boa forma de reduzir os sentimentos negativos e não deixar que isso afete o ambiente de trabalho.

Consciência social

Agora que você já compreende melhor suas emoções, é hora de usá-las para realizar uma clara distinção entre o que é pensamento e o que é sentimento de verdade. A consciência social contribui para você conseguir fazer essa diferenciação em você e também nos demais.

Por meio dela é possível desenvolver a capacidade de ver as circunstâncias de diferentes pontos de vista, considerando como determinadas situações podem afetar os sentimentos e pensamentos dos envolvidos. Assim, praticar a empatia é um excelente treinamento a fim de desenvolver sua inteligência emocional.

Gerenciamento de relacionamento

Esse é o último dos pilares, e é por meio dele que se aprende a oferecer uma resposta melhor às emoções das outras pessoas. Significa que você precisa desenvolver a sutileza necessária para captar os sentimentos dos colegas de trabalho, sem ser dito diretamente.

Isso é especialmente importante para indivíduos que comandam um grupo de funcionários amplo e precisam manter a equipe engajada e unida. Ao contar com essa habilidade, você consegue ganhar produtividade no seu time e mais dinamismo nas tarefas do dia a dia.

Por que é importante desenvolver inteligência emocional no trabalho?

Em um mercado tão competitivo como o imobiliário, não ter equilíbrio e inteligência emocional pode reduzir suas chances de conseguir fechar negócios. Além disso, ela auxilia e melhora diversos aspectos no cotidiano de trabalho. Observe agora quais são os benefícios da inteligência emocional!

Auxilia na tomada de decisões

Pessoas com inteligência emocional tendem a ter melhores decisões do que indivíduos com dificuldades de controlar suas emoções. Isso acontece devido a maior capacidade de se autogerenciar em ambientes de extrema pressão. Portanto, ao desenvolver essa habilidade suas chances de fazer bons negócios aumenta.

Reduz o estresse

Ao evoluir a inteligência emocional você consegue lidar melhor com situações difíceis e em momentos de tensão. Por exemplo, imagine uma negociação para fechar uma venda de um imóvel que pode gerar bons retornos para sua empresa. Ao ter maior consciência de suas emoções, você consegue lidar com a pressão da transação reduzindo o nível de estresse.

Melhora da produtividade

Com os pilares da inteligência emocional bem desenvolvidos, o seu controle sobre as ocasiões que acontecem no dia a dia melhora, e a perda do foco em episódios com potencial de prejudicar sua produtividade diminuem. Logo, você consegue desenvolver todas as suas atividades de modo proveitoso.

Aumenta a autoconfiança

Indivíduos que desenvolvem inteligência emocional conseguem compreender quais são as suas aptidões e como usá-las em seu favor, além de entender os pontos fracos que tem e trabalhar para desenvolvê-los. Isso aumenta a autoconfiança e melhora os resultados obtidos no cotidiano de trabalho.

Desenvolve o equilíbrio emocional

Ter equilíbrio emocional no mercado imobiliário é de extrema importância para conseguir fazer bons negócios. E o desenvolvimento desse tipo de inteligência é capaz de ajudar nesse ponto. Assim, você consegue controlar suas emoções e fazer transações incríveis de forma a evitar prejuízos e melhorar os ganhos nas vendas de imóveis.

Como desenvolver a inteligência emocional no trabalho?

Tal habilidade é fruto do entendimento de que você e seus colegas são um time em busca do mesmo objetivo. Isso significa que é possível desenvolver relações mais amigáveis e harmoniosas no cotidiano profissional, além de tornar o clima organizacional melhor para os colaboradores.

Como o mercado imobiliário é um ambiente ainda mais competitivo, a inteligência emocional no trabalho é extremamente importante. Ela não serve apenas para melhorar o bem-estar da equipe, mas também afeta o atendimento ao cliente e a eficiência dos processos internos. Por isso, não deixe de investir em medidas que contribuam com o desenvolvimento dessa habilidade e da união de sua equipe.

Viu como é importante desenvolver a inteligência emocional na empresa? Então, siga nossa página nas redes sociais e confira conteúdos que podem ajudar seu negócio. Estamos no Facebook e no Instagram!

  • Created on .

Mantenha-se atualizado com notícias, inspirações e eventos



Todo o mercado imobiliário em suas mãos

Social


Copyright 1989 - - Alterdata Software - Todos os Direitos Reservados

Ligue agora, é grátis

0800 704 1418