O que é Branding e qual seu impacto no setor imobiliário

Branding no setor imobiliário

Branding é uma poderosa ferramenta para o setor imobiliário. Com ela, é possível melhorar as vendas, destacar-se da concorrência e conquistar um lugar especial na mente e coração dos clientes. Por isso, é crucial entender o que é branding e como adotá-lo, na prática.

Pense no branding como a gestão de uma marca. Isso inclui muitas coisas, como estratégia de diferenciação, identidade visual e marketing digital. Em vista da sua abrangência, exige trabalho contínuo, com pessoas e recursos dedicados à melhoria da marca do negócio.

Pensando na importância do tema, adiante, explicamos exatamente o que é branding, qual seu impacto e como dar os primeiros passos no assunto. Continue com sua leitura.

Afinal, o que é branding?

Empresas de todo o mundo dedicam parte do seu orçamento ao branding, tanto para investir em anúncios quanto ao contratar profissionais de publicidade ou desenvolver campanhas digitais. A perspectiva é que, para os próximos anos, esses investimentos sejam ainda superiores.

Você pode entender branding como a gestão de uma marca. Seu nome vem da conjunção, em inglês: brand (marca) e ing (sufixo que indica uma ação). Então, podemos afirmar que branding é a ação de gerenciar uma marca, o que inclui planejamento, execução e controle.

Na prática, existem muitos subprocessos que pertencem ao branding e que devem fazer parte da empresa imobiliária. Por exemplo, a definição do nome e logo da empresa, assim como táticas de comunicação com clientes, posicionamento de mercado e mídia digital.

Qual o impacto do branding no setor imobiliário?

Atualmente, o branding é utilizado por empresas de todos os segmentos e tamanhos. No setor imobiliário, não é difícil identificar empresas que investem de maneira significativa no assunto, seja para reforçar sua marca, seja seus produtos (nesse caso, os imóveis).

O ponto é que ninguém investe sem esperar algo em troca. Existem muitos benefícios ligados ao assunto, oportunidades lucrativas que podem ser aproveitadas, o que impacta de maneira positiva as empresas imobiliárias. Destacamos, adiante, alguns benefícios:

  • consolidação da marca (identidade) da empresa;

  • melhoria da interação com os consumidores;

  • melhor posicionamento na mente (e coração) dos clientes;

  • diferenciação da concorrência imobiliária (local e global);

  • melhor posicionamento digital, como em redes sociais;

  • geração de novas oportunidades de negócio;

  • melhor disseminação da marca junto ao público-alvo;

  • aumento da credibilidade do negócio no mercado.

Em última análise, podemos afirmar que o branding é capaz de deixar um negócio mais atraente aos clientes, rentável aos investidores e competitivo para superar a concorrência existente. Assim, pode proporcionar um elevado retorno sobre o investimento.

Todavia, ainda existem muitas dúvidas sobre o assunto. Empreendedores e/ou gestores não sabem exatamente como começar a planejar sua marca, executar o plano e monitorar os resultados obtidos. Por esse motivo, no tópico seguinte, explicamos a adoção.

Como adotar o branding na imobiliária?

A gestão de uma marca envolve três coisas: planejamento, execução e controle. É preciso definir objetivos, delimitar plano de ação, formar uma boa equipe e contar com métricas de desempenho. Vale destacar que branding não é algo com início, meio e fim, pois sua marca está em constante evolução e é preciso melhorar ao longo do tempo. Veja mais, aqui.

Tenha um objetivo claro para seu branding

Para gerenciar sua marca, o primeiro passo é ter um objetivo claro. O que você deseja? O objetivo funciona como uma espécie de alvo, orientando seus recursos e profissionais na melhor direção. Portanto, defina dois ou três objetivos inteligentes.

Seu objetivo pode ser a diferenciação da concorrência, a fidelização dos clientes ou, até, a geração de mais clientes em potencial (leads). Um bom objetivo conta com cinco atributos, ele deve ser: específico, mensurável, alcançável, relevante e com prazo bem definido.

Crie seu plano de ação para gestão da marca

Definido o objetivo, é preciso pensar em como alcançá-lo. O ideal é criar um plano de ação que diga o que será feito, como, quando e por quem, além de quanto vai custar. As ações podem ser as mais diversas possíveis, tendo em vista seu orçamento, objetivo e equipe.

Por exemplo, você pode incluir no plano de ação a terceirização das redes sociais, como Instagram e Facebook, assim como a criação de campanhas de fidelização de clientes ou o reposicionamento da sua marca. Cada caso é um caso, e as ações ideais podem mudar.

Estabeleça uma boa equipe

O branding pode ser um assunto mais complexo do que parece. Demanda conhecimentos em psicologia de consumo, estratégia competitiva e análise de mercado, além de noções de orçamento e controle. Por isso, o mais natural é que exista uma equipe em torno do tema.

Estabeleça um time inteligente e diversificado para lidar com seu branding, deixando claro qual o principal interesse em “jogo”. Essa equipe pode ser própria, parte do quadro de trabalho. Também pode ser terceirizada, utilizando-se de uma agência de branding.

Monitore os resultados obtidos

Como falamos, todo investimento exige um retorno. Se você aplica tempo, dinheiro e talentos na gestão da sua marca, naturalmente espera ter resultados satisfatórios, como o aumento de clientes promotores e o fechamento de mais vendas no ramo imobiliário.

Aqui, o ideal é estabelecer um conjunto de indicadores-chave de desempenho e monitorá-los ao longo do tempo. Vale, também, observar o número de objetivos alcançados ou não alcançados, avaliando os principais drives para sucesso (ou insucesso) nos resultados.

Seja consistente no branding

Por fim, é preciso deixar claro que o branding é um processo de médio-longo prazo. Uma semana não é suficiente para tornar uma empresa única e amada pelos clientes. Então, é importante que haja paciência e consistência nos investimentos.

Quando começar a investir na gestão da sua marca, não pare. Monitore os resultados e melhore no que for possível, mas não pare. Lembre que os melhores resultados exigem tempo e dedicação. Então, avance, ainda que pouco a pouco, em direção aos seus objetivos.

Agora você sabe exatamente o que é branding, qual seu impacto para o setor imobiliário e como dar os primeiros passos no assunto. É preciso planejar a gestão da sua marca, além de colocar a “mão na massa” com o time e monitorar os resultados. Com o tempo, conseguirá arquitetar uma imobiliária bem mais atraente, competitiva e rentável.

Gostou do nosso artigo, não é mesmo? Aproveite para deixar um comentário aqui no nosso post. Compartilhe suas principais dúvidas, sugestões ou experiências sobre o assunto.

  • Created on .

Mantenha-se atualizado com notícias, inspirações e eventos



Todo o mercado imobiliário em suas mãos

Social


Copyright 1989 - - Alterdata Software - Todos os Direitos Reservados

Ligue agora, é grátis

0800 704 1418